Decorando com arame!

Inspirada por essa chuva de letrinhas de tricô que anda aparecendo por aí… e unindo à minha falta de habilidade em tal arte, resolvi testar uma alternativa beeeeem mais fácil! Foi tão fácil que acabei me empolgando com o arame e suprindo uma outra falta de habilidade: cuidar de plantas (já já explico)!

Para fazer as peças você vai precisar:

Cola Quente . Arame . Corda de poliéster . Cordão fino (ou linha) . Alicate . Cola Branca (lindamente representada pq esqueci dela na hora da foto!)

Comece retirando o miolo da corda, para liberar espaço pro arame passar (é só puxar a cordinha de dentro, sai bem fácil). Passe o arame em toda a corda e comece a moldar a palavra que quiser (se não tiver habilidade, faça um molde impresso para te guiar). Finalize as pontas do corda com cola quente (para não desfiar e nem sair do lugar certo).

Bem fácil né? Existe dessa corda de todo tipo no mercado: lisa… colorida… mesclada… pode se jogar!! Se quiser fixar melhor a palavra, coloque um pingo de cola quente nas junções das letras.

Aproveitando o embalo da facilidade em trabalhar com arame, resolvi pegar um dos vários vasinhos vazios que tenho por aqui, e dar uma incrementada neles. Eu costumava ter algumas suculentas por aqui, mas por amor às plantas, tive que deixá-las na casa da minha mãe para dar uma chance delas sobreviverem… vão-se as suculentas, ficam os vasos! O jeito é inventar planta de mentira mesmo!rsrs…

Esse cacto também pode ser feito com corda, mas como eu não tinha a cor verde aqui em casa, resolvi encapar o arame com esse cordão fino que eu já tinha (dá pra encapar com linha de crochê ou tricô tb). Essa é a única parte que requer mais paciência no processo.
Usei cola branca para encapar o arame, pq a cola quente ficou soltando. Depois de todo encapadinho, é só moldar (mais uma vez, se precisar, use um molde para guiar o desenho).

Finalizei colocando pedrinhas (mas tb pode ser sal grosso) no vaso, elas vão servir para fixar o cacto e ainda deixam o vaso mais charmosinho!

Sigam o blog no instagram: @EUDOUADICA

Anúncios

Faça você mesmo: Luminária Pendente, mais fácil do que você imagina!

O projeto de hoje eu aprendi no blog Homens da Casa. Namorava esse pendente há tempos, mas, além de não ter onde colocar no meu apartamento, nunca tinha chegado nem perto de fazer alguma coisa com fiação no meio! Depois de tantas dúvidas e consultas pela internet… resolvi fazer o passo a passo por aqui também. Afinal, nenhum passo a passo é igual ao outro, cada um tem o seu jeito de fazer e sua visão do todo… o importante é colocar a mão na massa!

Eu tive o prazer de “encaixar” esse pendente em um dos meus projetos (é o mesmo apartamento do cabideiro de cimento)… bom pra mim, bom pra cliente e bom pro blog. Vamos aos materiais:

  • 1 Canopla
  • 6 Boquilhas
  • 6 Ganchos com bucha para fixação no teto
  • 9 metros de cabo PP 2 vias
  • Fita isolante

A primeira coisa a fazer é planejar o pendente: corte os fios (cortei todos no mesmo tamanho) e defina a posição dos furos na canopla, geralmente ela vem com um furo só. Marque o local por onde os fios vão passar e fure com a furadeira (eu optei por não utilizar o furo que já existia no meio, deixando ele apenas para o parafuso de fixação no teto).

A dificuldade maior era entender o funcionamento de uma luminária, qual fio tinha que chegar onde… passando por onde… e como? …calma, não desespera, o google tá aí pra isso!rsrs
Pra entender tudo, o primeiro passo é desmontar as boquilhas. Em seguida, abra o cabo e separe os fios (são duas cores de cabos), deixando as beiradas completamente desencapadas. Você vai passar cada um desses fios em uma das “casinhas” da boquilha e apertar o parafuso, deixando bem presas. Remonte as boquilhas… e um lado da luminária já está pronto!

Encaixe todos os fios na canopla e repita o processo de abrir e deixar as beiradas desencapadas (seja mais generoso que eu no tamanho… ao menos 8 cm de fio desencapado).

Para facilitar o processo, separe os fios em duplas e una as cores iguais deles (azul com azul… preto com preto)… depois una todas as duplas, juntando todos os fios de mesma cor (azul com azul… preto com preto… bem explicadinho hein!?). Finalize passando fita isolante nessa junção dos fios. O pendente já está pronto!

Use os ganchos para fixar os fios no teto. Eu pintei os ganchos com spray preto para eles passarem despercebidos no teto.

Você pode montar a luminária de várias maneiras! Como ela é descontraída, não tem regra! As lâmpadas vão dar grande parte do charme dessa luminária. Aposte nas lâmpadas de filamento, são as mais bonitas do mercado. Outra ideia é brincar com os formatos das lâmpadas… pode colocar cada uma em um formato!

Para testar se o funcionamento do pendente estava ok e para fazer a instalação no teto, eu acabei pedindo ajuda. Não dá pra brincar com instalação elétrica, isso é muito sério! Então se você for como eu… que até então nem sabia o que era um cabo PP, também peça uma ajuda!

luminaria pendente

 

Sigam o blog no instagram: @EUDOUADICA

Um vício chamado cimento…

Que eu sou apaixonada com cimento queimado não é novidade pra ninguém… mas como eu não sei dosar, agora quero cimento em tudo e pra todo lado, é difícil conter!!! As vezes eu tenho muitas ideias, mas não executo por falta de tempo ou por falta de lugar para “aplicar” as novidades. Eis que… surgiu um projeto bem legal pra fazer, onde a cliente me deu muita liberdade e confiança pra usar a criatividade!

Bolas cimento queimado

Uma das primeiras ideias foi colocar em prática um dos projetos ensinados pelos designers do Decora (sou muuuito viciada neles)… os cabideiros de cimento.

Cabideiro cimento

Para fazer, você vai precisar:

  • Bolinhas de piscina;
  • Estilete ou tesoura com ponta;
  • Mistura para cimento (1kg rendeu 3 bolinhas);
  • Parafusos 60mm e buchas (para fixação na parede);
  • Óleo ou vaselina.

A ideia inicial era fazer 5 bolinhas, mas no meio do processo resolvi seguir só com 3 mesmo… então relevem essas bolinhas extras nas primeiras fotos! Usei um suporte de ovos para as bolinhas não ficarem rolando de um lado pro outro… com ajuda de um estilete (ou tesoura com ponta), faça pequenos rasgos em formato de bola, por onde colocaremos o cimento e o parafuso.

Bolas cimento queimado

Em uma vasilha, misture o cimento até obter uma textura firme e homogênea. Coloque em um saco plástico, amarre e corte só a pontinha… pra transformar o saco em um biquinho para encher as bolinhas.

cimento queimado

Unte o interior das bolinhas com óleo, azeite ou vaselina e preencha com o cimento… vá dando leves batidinhas nas bolinhas para não formar bolhas de ar dentro delas. Em seguida, use um pregador para fixar o parafuso dentro da bolinha (afunde o parafuso pelo menos 2cm).

decorar cimento queimado

Espere secar por 24h e rasgue os plásticos das bolinhas… seu cabideiro já está pronto, agora é só usar a criatividade para escolher onde vai colocar.

bola de cimento queimado

Você também pode pintar as bolinhas ou fazer com tonalidades diferentes de cimento… o resultado sempre é lindo!

luminária pendente como fazer

Detalhes de um projeto feito com muito amor e mão na massa: lustre e cabideiros de cimento.

Sigam o blog no instagram: @EUDOUADICA

A saga do tapete… =(

Era pra ser um post feliz de passo a passo arrasador (já que o blog tá devagar quase parando!), mas como nem tudo na vida dá certo… só vim mostrar minha cagada o resultado pra você não fazer igual!

Sempre que posso, tento deixar os detalhes da casa com mais personalidade… já falei várias vezes que são os detalhes que fazem a diferença na decoração! Precisei de um tapete simples pra minha área de serviço, e depois que comprei, cheguei a conclusão de que era simples demais!rsrs…
Depois de uma personalização super fácil, ele ficou simples, bonitinho… mas ordinário (calma que já explico!)!

...parece que deu certo, mas só parece!

…parece que deu certo, mas só parece!

Talvez eu seja a maior culpada do desastre, já que usei (reaproveitei né!?) um tapete emborrachado, impermeável e que não permitiu uma boa aderência da tinta spray…

Tapete . Fita crepe de várias larguras . Spray

Tapete . Fita crepe de várias larguras . Spray

De qualquer forma, o “espírito da coisa” foi legal e você pode aproveitar o passo a passo em qualquer tapete de tecido ou com material mais absorvente. É só pensar no desenho que vai formar e planejar as etapas. Eu escolhi fazer uma estampa chevron imperfeita (mais fácil!rsrs). Com ajuda da fita crepe fiz as marcações e fui tingindo as lacunas com spray.

Montagem DIY

Ficou pronto bem rápido e achei super charmoso, masssss… a tinta não aderiu direito e o tapete ficou pegajoso, parecendo melado e sempre que alguém pisa, dá uma leve grudada no tapete. Esperei umas 2 semanas pra ver se o problema ia amenizar… e nada! Ou seja, o tapete não vai secar completamente e a tinta e vai continuar grudenta, consequentemente, não deve durar muito tempo… =(
…boa desculpa pra ir pensando em um próximo DIY com tapetes!

Sigam o blog no Instagram: @EUDOUADICA

Como fazer: Parede de Cimento Queimado

Há mto tempo estava louca pra fazer uma parede de cimento queimado no quarto de TV… pesquisei MTO do assunto, pedi opiniões, assisti vários vídeos pela internet e por fim… cheguei a conclusão de que o melhor custo-benefício e praticidade seria o texturato especial da Suvinil. Essa “mistura” é fácil de encontrar e vc escolhe a cor que quer aplicar. Eu escolhi prata envelhecido pq foi a cor que vi aplicada e gostei.

Suvinil

Esse vídeo (aqui) foi o que mais me deu coragem pra arregaçar as mangas e fazer td sozinha… mas a diferença entre expectativa e realidade foi quase cruel!!! Por vários momentos entrei em pânico e tive certeza que não ía prestar… até chegar ao resultado final, foram momentos de tensão!rsrs…

Antes e Depois

Começando com a aplicação… eu nunca tinha usado uma desempenadeira (a indicação é para usar desempenadeira com cantos arredondados), foi complicado pegar o jeito de aplicar e acertar a quantidade de massa! …parecia tão fácil com o moço fazendo =(

DIY

Continuando na aplicação, veio a segunda dificuldade, deixar td bonitinho entre uma emenda e outra… foi um tal de arruma aqui estraga ali que me fez sofrer bastante!

Passo-a-passo

Chegando na ultima parte da parede percebi que a massa já estava bem abaixo da metade e td indicava que não ía dar… desespero generalizado! Aí o marido entrou em ação pra me salvar… conseguimos finalizar a parede, mas tivemos que raspar o fundo da lata (ele conseguiu espalhar bem mais a massa e não teve o menor cuidado de deixar as emendas uniformes).

Concreto Aparente

…24 horas depois da aplicação, é hora de lixar só para tirar as maiores imperfeições (não é pra deixar td liso!)… essa parte é trabalhosa mas pelo menos já estava planejada! Nos vídeos que assisti, todos recomendavam passar uma cera incolor depois de lixar a parede. Na loja de tintas, disseram que ía ficar mto brilhante, se quisesse efeito de cimento tinha que ser só a aplicação da textura mesmo… confiei neles e nem comprei a cera! Resultado? Completamente sem graça… como que alguém indica isso?

Lixar parede

Decidimos comprar a cera incolor e depois de tanta aflição… uma luz no fim do túnel!!!

Cera Incolor

A parede começou a chegar perto do que eu queria…

Parede Cimento Queimado

Depois de 5 minutos da aplicação da cera era hora de lustrar a parede com ajuda de uma flanela… e depois de muita malhação tentando lustrar td… ficou td manchado!!

Aplicação Cera

Depois disso entreguei pra Deus e larguei pra lá… aí fui percebendo que a parede foi clareando. À medida que a cera vai secando, as manchas diminuem!

Cimento Queimado

Mais uma lustradinha aqui… outra alí… e pronto!!! Parede finalizada com sucesso (ou quase isso!).

Parede Cimento Queimado

Altos e baixos… mais baixos que altos… mas o resultado compensou! Posso ter sido meio dramática e talvez pareça que não estou indicando fazer a parede, mas não é isso… só quero mostrar que mtas vezes os vídeos só mostram as partes boas, mostram pessoas experientes… e para pessoas comuns, pode ser bem mais complicado!

Achei que valeu cada minutinho e sufoco… afinal, virou experiência e prazer ao ver tudo finalizado do jeitinho que queria!

DICAS:

  • Não se preocupe com a emendas ou partes desiguais na aplicação da massa… vão ficar quase imperceptíveis… chego a dizer que serão o charme da parede!
  • Aplique uma camada fina de cera.
  • Depois de aplicar a cera, não precisa lustrar muito, só tire o excesso… as manchas somem qdo secam!
  • Aceite as imperfeições ou pequenos defeitos que possam surgir… afinal, foi vc quem fez e não um profissional, esses detalhes fazem parte de toda “mão na massa”!

Sigam o blog no instagram! @eudouadica

Pequenos detalhes!

Sou dessas que amam detalhes… afinal, detalhes fazem a diferença! No quarto de TV tem uma bancada que ainda não defini direito o que colocar… enquanto isso, alguns livros enfeitam o lugar. Sempre senti falta de algum detalhe pros livros não ficarem simplesmente soltos… queria algo pra mostrar que os livros estão ali pra decorar e não porque esqueci lá! Pesquisando pela internet encontrei umas inspirações…

Ideias

E a solução do momento mais uma vez envolve spray (quase td se resolve com spray, cola branca ou cola quente!)…além dele, vc precisa de algum objeto que possa ser pintado. Comprei uma maçã nessas lojinhas made in China, mas pode ser algum bonequinho, animal, outra fruta… qualquer coisa! O passo a passo quase dá vergonha de mostrar… mas ideia é ideia, tá valendo!!!

Maça

Lembrando que essa “decoração” é temporária… pode até ter ficado meio xoxa, mas a ideia é legal e pode ser aproveitada de muitas maneiras…

Técnica Spray

Queria spray prata… mas o meu acabou e não tive paciência de sair pra comprar!

Decorando o quarto Parte II: Reaproveitando molduras

Lembram da parede de stencil que fiz no meu quarto (aqui)… hj mostro pra vcs a continuação da decoração!

Molduras Gesso

Desde que comecei o projeto da parede do meu quarto, decidi que queria algumas molduras pra compor o espaço vazio. Enrolada que sou, acabei deixando de lado… até que um dia, remexendo na minha “tralha” guardada, achei uns quadrinhos que foram do quarto da minha irmã qdo pequena e depois herdei (ou roubei??) por sei lá qual motivo!rsrs…

Quadros

Daí, surgiu a ideia de fazer uma composição de molduras provençais. Lembrei que já tinha visto umas peças avulsas de gesso no estilo que queria, então… uma ideia se encaixou na outra e o resultado ficou bem próximo do provençal.

A transformação foi simples: Desmontei os quadros.

QuadroDIY

Pintei as molduras e as peças de gesso com tinta spray branca.

spray DSC05921

Depois de tudo seco, colei as peças de gesso nas molduras com cola quente.

molduras DSC06041

A parede acabou ficando um pouco vazia, então comprei mais algumas molduras de gesso, e ainda improvisei 2 molduras usando porta retratos antigos… com a mesma técnica de antes: spray + cola quente + peças de gesso. Pra dar um charme final, coloquei espelho em apenas algumas molduras… Não que esse fosse meu desejo, mas mandar fazer os espelhinhos estava saindo caro… então o jeito foi comprar uns espelhos baratex made in China e adaptar! Resultado legal e barato!

DIY

Ah… todos os espelhos foram colados com fita dupla face! Sempre que posso, uso dupla face… furadeira, pregos e parafusos só em último caso!

image

Colocando o papel de parede!

Mais uma missão para aqueles que gostam de desbravar o desconhecido!rsrs… Encarei colocar  o papel de parede da sala sozinha (sozinha mesmo… sem ninguém pra segurar nem a beirada do papel!) e agora conto pra vcs td o que passei!!!

antes e depois

Primeiro dei uma pesquisada, assisti alguns vídeos, e pronto… me senti super preparada! Confesso que só me desafiei a isso pq a parede era pequena… ainda bem!!!

O primeiro passo é preparar a cola. A instrução vem com a relação metragem/cola e aí vc calcula o quanto vai precisar! Ao misturar a cola com a agua parece que tudo vai desandar e as “pelotas” nunca vão se desfazer… mas calma, é só mexer bem que em uns 30 minutos ela vira uma linda cola meio gelatinosa e lisinha!

Cola

Depois é hora de cortar o papel e ter mto cuidado ao “casar” uma beirada com a outra (o que gera um pouco de desperdício de papel). Deixe uma sobra de 5 a 10 cm para cada beirada (em cima e em baixo).

papel de parede

Enumere a ordem dos papéis e a direção pra facilitar!

numeração

Em seguida é só começar a colar… rola mta tensão na primeira folha e com isso acho que coloquei pouca cola, tive mta dificuldade de deixar tudo coladinho perfeitamente… fiquei mto tempo alisando com a espátula e régua! Na folha seguinte já consegui me ajustar com a quantidade de cola e o processo melhorou bastante! Não tem foto da folha sendo colada pq eu estava sozinha… mas simplesmente colei o papel e fui fixando com ajuda da espátula e régua. Pra passar a cola eu usei uma trincha (mas quem preferir, poder ser com rolinho).

passo a passo

O cuidado maior é casar as folhas com o desenho bem certo, a colocação tem que ser precisa pra uma folha não “encavalar” na outra, e nem sobrar uma folga entre elas (vcs já vão ver do q tô falando!).

papel de parede

Divisão entre uma folha e outra quase imperceptível

Nas tomadas, cole o papel e corte ao redor com ajuda da régua e estilete.

tomada

Considerações finais:

– Ao fazer um trabalho assim, assuma os riscos e aceite que pode não ficar perfeito (é difícil, mas pensem no orgulho de ter feito sozinho!).

– Boa vontade conta mto, mas se não for paciente e levar um pouco de jeito pra coisa… não vai ajudar!

– Não se desespere, no início as bolhas me deixaram louca, só pensava em arrancar tudo e fazer de novo… é só ter calma que elas somem! A primeira folha ficou a mais bem colocada na minha opinião!

– Planeje bem onde ficaram as divisões… eu saí colando sem pensar e uma divisão ficou no lugar mais visível da sala (e claro que foi nesse pedaço que dei uma vacilada!)… erro bobo que poderia ser evitado facilmente!

– Espere secar para cortar as sobras, pois o papel molhado picota mto!

Agora, os erros:

Erros

Papel cortado ainda molhado (picotou); folhas com pequena folga entre elas; bolhas malditas que não consegui eliminar!

 

Missão “Horta na Varanda”!

imageMesmo depois de várias tentativas, dicas e mudas novas… minha missão “horta na varanda” falhou! Agradeço as dicas e pensamentos positivos, mas sempre soube que ia ser difícil… levo jeito pra muita coisa, mas definitivamente, o plantio não é uma delas! Não sei explicar… só sei que é assim, nunca consegui manter uma planta viva por mto tempo (um minuto de silêncio pras 700 mudas de manjericão que já matei…)!

image

Pra não desperdiçar todo o material e empenho dedicados nesta missão, a solução foi a que sempre usei pra ter algum tipo de verde em casa… plantas artificiais… e não me julguem! Ficou lindo, alegrou o ambiente e cumpriu seu papel de dar uma animada na micro varanda!

imageFazer esse jardim vertical é mto simples (principalmente com plantas artificiais!rsrs). A intenção inicial era comprar ripas e fazer um mini deck, já tinha pesquisado tudo, calculado as medidas e quando cheguei na loja… achei essas prontas saindo no mesmo preço das ripas avulsas… ok, me convenceu a eliminar a trabalheira (mas ainda acho que seria divertido…). Queria vasinhos coloridos, mas não encontrei nenhum, então a solução foi comprar numa cor neutra e pintar com spray… só exige cuidado pra não sujar a casa toda!

image

Por fim, como optei pelas plantas artificiais, que quase não pesam… fixei tudo com fita dupla face: os vasos nas ripas e as ripas na parede. Tem que ser aquela fita que aguenta bastante peso, eu tinha de dois tipos aqui e na dúvida, coloquei tudo!

imageO próximo passo é montar uma jardineira com suculentas… que exigem bem menos cuidados que uma horta (assim espero!). Adoro suculentas e não gosto mto das artificiais… então já iniciei as pesquisas pra não matar mais “ninguém”! Enquanto isso, um pouquinho dos detalhes da varanda (com direito a minha vista!)… enquanto não defino um projeto, vou só colocando detalhes pra alegrar o ambiente!

Vista Varanda

Cara nova pro azulejo… com fita isolante!

antes e depois

Isso mesmo… nem a fita isolante passa ilesa aqui em casa! Essa ideia surgiu pelas “andanças” na internet… que mostram projetos mto bacanas feito com fita isolante. Eu não quis ousar mto… só fiz uma graça pra alegrar um cantinho da cozinha!

zoom fita isolante

Não deu pra mostrar a cozinha toda pq a bagunça do momento não deixou!rsrs… mas um dia desses ainda vou postar sobre as pequenas coisas que já coloquei na cozinha!

O passo-a-passo é delicado e exige MUITA paciência! Eu sou afobada e quero tudo pronto logo, pra ontem… então fui riscando e colocando a fita pra ir tendo ideia do resultado… mas aconselho a riscar tudo primeiro, assim o trabalho chato é eliminado de cara!

risco

Você vai precisar de uma régua, tesoura, estilete, molde e fita isolante. O molde vc faz de acordo com o tamanho do seu azulejo e da sua vontade… eu usei a aba de um envelope como molde!

molde

Vá colando a fita por partes e nas beiradas, apare com tesoura. Deixe sobras nas junções das fitas e apare com um estilete.

passo-a-passo

Podem acontecer imprevistos no caminho… quando finalizei a parede, não gostei!

parede azulejo

O desnível da quina estava me incomodando mto! dependendo de onde olhasse, parecia um borrão torto! Arranquei quase tudo, refiz… pra no fim descobrir que o melhor era deixar essa parte branca! Nisso… perdi MTO tempo!

DSC06157

Ok… mas ainda assim faltava algo! Então,resolvi acrescentar mais um zig zag entre os que já estavam prontos…

parede fita isolante

E finalmente gostei!