Cara nova pro azulejo… com fita isolante!

antes e depois

Isso mesmo… nem a fita isolante passa ilesa aqui em casa! Essa ideia surgiu pelas “andanças” na internet… que mostram projetos mto bacanas feito com fita isolante. Eu não quis ousar mto… só fiz uma graça pra alegrar um cantinho da cozinha!

zoom fita isolante

Não deu pra mostrar a cozinha toda pq a bagunça do momento não deixou!rsrs… mas um dia desses ainda vou postar sobre as pequenas coisas que já coloquei na cozinha!

O passo-a-passo é delicado e exige MUITA paciência! Eu sou afobada e quero tudo pronto logo, pra ontem… então fui riscando e colocando a fita pra ir tendo ideia do resultado… mas aconselho a riscar tudo primeiro, assim o trabalho chato é eliminado de cara!

risco

Você vai precisar de uma régua, tesoura, estilete, molde e fita isolante. O molde vc faz de acordo com o tamanho do seu azulejo e da sua vontade… eu usei a aba de um envelope como molde!

molde

Vá colando a fita por partes e nas beiradas, apare com tesoura. Deixe sobras nas junções das fitas e apare com um estilete.

passo-a-passo

Podem acontecer imprevistos no caminho… quando finalizei a parede, não gostei!

parede azulejo

O desnível da quina estava me incomodando mto! dependendo de onde olhasse, parecia um borrão torto! Arranquei quase tudo, refiz… pra no fim descobrir que o melhor era deixar essa parte branca! Nisso… perdi MTO tempo!

DSC06157

Ok… mas ainda assim faltava algo! Então,resolvi acrescentar mais um zig zag entre os que já estavam prontos…

parede fita isolante

E finalmente gostei!

Anúncios

Decorando o quarto: Parte 1 – Stencil na parede!

image

Vale um durante e depois por aqui??? Esse projeto eu comecei assim que me mudei, o blog nem existia… então nem passava pela cabeça fotografar! A sorte é que meu desorientamento me fez passar pra outro projeto, largando esse sem terminar… e assim deu pra mostrar pelo menos um pouco da evolução!rsrs

A ideia inicial era um papel de parede nesse espaço vazio… mas com a contenção de custos a criatividade teve que fluir! Busquei algumas referencias na internet e decidi… vou fazer o meu papel de parede com “stencil”!

A busca pelo stencil perfeito foi difícil, em BH não existem muitos lugares que vendem, custei mas achei. Quando vc acaba a primeira pincelada… é pura paixão!! O resultado fica tão bom, tão fofo, tão tudo… que vc quer fazer a casa toda de stencil! Esse fogo só acaba quando vc começa a cansar e descobrir que o trabalho exige horas de dedicação e concentração. Não pode ficar torto, não pode manchar, tem que passar o rolo direitinho pra não falhar o desenho. Enfim, a idéia era fazer a parede toda, mas como escolhi um desenho delicado e pequeno, optei por fazer essas 3 faixas em cima e em baixo e colocar alguma decoração no meio (essa é a parte 2 da decoração!)… amei o resultado!

???????????????????????????????

Vc vai precisar de um stencil, rolinho de espuma, tinta, pincel (para ajudar a colocar a tinta no rolinho) e fita crepe (para fixar o stencil na parede)

A técnica é simples: fixe o stencil no local que desejar com a fita crepe. Com o pincel, passe a tinta no rolo (eu gosto de fazer assim pro rolo não ficar encharcado e a tinta fica espalhada uniformemente). Passe o rolo com tinta sobre o stencil… e pronto!!

imageNas fotos fica bem sutil, pessoalmente é beeeem mais bonito! Pra fazer você só precisa de tempo, paciência e criatividade!imageEm breve vou mostrar os outros detalhes do quarto!

Dicas:

– Não achou nenhum stencil que te agradou? Faça o seu! É só pegar uma radiografia antiga, fazer seu desenho nela e cortar com estilete!

Meu querido “Quadro de Rolhas”

Sou louca por vinho e já falei por aqui que sempre guardo as rolhas dos vinhos que tomo né!? Pois é… costumava guardar em um vidro (que já não cabia mais nenhuma) mas vira mexe vinha a ideia de fazer um quadro com moldura bem bonitinho pra enfeitar alguma parede… esse dia chegou! …e ficou tão charmoso, tão lindo, tão tudo… que vim mostrar pra vcs!

imageA ideia era fazer 3 quadros… mas ainda preciso “adquirir” mais algumas garrafas pra terminar o terceiro quadrinho! enquanto isso… vamos decorar só com 2 mesmo!

Você vai precisar:

1- Moldura . 2- Rolhas . 3- Cola Quente . 4- Tinta . 5- Pincel
1- Moldura . 2- Rolhas . 3- Cola Quente . 4- Tinta . 5- Pincel

A primeira dica é observar qtas rolhas cabem na sua moldura… eu comprei uma moldura pronta, portanto as rolhas que tinham que se adequar ao tamanho dela! O primeiro passo é fazer um “ensaio” do seu quadro, separe as rolhas na ordem que quer colocar…

???????????????????????????????

Algumas rolhas são maiores que outras, a maioria tem um padrão, mas percebi que tinham poucas menores que permitiram o encaixe completo no quadro… porém, faltaram rolhas menores e acabei tendo que improvisar cortando a beiradinha de algumas (com faca de serrinha mesmo!).

???????????????????????????????

Pinte a moldura na cor desejada e espere secar.

image

Vá passando a cola quente aos poucos e colando rolha por rolha (seguindo o seu ensaio… que você já testou e viu que td se encaixava perfeitamente!)…

image

Fácil demais né? Tô mto apaixonada pelo resultado… adoro objetos que transmitem algum significado, e com esse tanto de vinho… com certeza tem mtos bons momentos “implícitos” nesse quadro!

eudouadica

Bandeja Espelhada

Da série “quero mas não posso”… Estava doida por uma bandeja espelhada pra colocar algumas bebidas, enfeite bobo, mas cismei que queria… até olhar o preço! Só encontrei na casa do R$300, o que no momento, é desnecessário para uma bandeja!

DSC05681

Lembrei que em uma das minhas andanças pela Galeria do Ouvidor, vi uma espécie de tira com vários espelhinhos colados nela, como se fossem pastilhas. Fui atrás e encontrei a tira com vários tamanhos de espelho, escolhi 2 modelos e comprei.

Como não consegui encontrar uma bandeja toda reta em mdf cru (sempre tinham detalhes ou eram arredondadas), comprei uma caixa em mdf e dispensei a tampa (leia-se temporariamente guardada até achar alguma utilidade pra ela!).

Pra fazer sua bandeja, você vai precisar:

DSC05628
1- Caixa em MDF . 2- Cola branca . 3- Tira Espelhada . 4- Spray ou Tinta

Tinja todo o fundo da bandeja com spray (escolhi prateado pra ficar neutro), pode ser com tinta e rolinho tb. Espere secar.

image

Em seguida, use cola branca pra fixar os espelhos. Comece pelas beiradas.

image

Essa é a parte mais delicada, as quinas tem que se encaixar direitinho (observe no detalhe, que cortei as beiradas de forma diferente).

image

A parte de fora é bem simples, só passar a cola e ir colando a tira!

image

Espere secar um pouco e passe uma pano úmido para retirar as marcas de cola.

DSC05679

…e pronto, mais um item pra sua casa que vc pode fazer!!

DSC05680

Dicas:

– Para as beiradas, use uma tira com espelho menores, pois fica mais fácil para “moldar” as bordas;

– Na hora de fixar a tira no MDF tenha cuidado para não cortar a mão.

A maneira correta (e a incorreta) de retirar seu papel de parede!

Esse post não é pra encorajar (nem desencorajar)… mas sim pra passar a realidade! Cansou do papel de parede? Quer trocar sem ajuda de um profissional? Então respira fundo e vai… mas vai com vontade, pq essa tarefa pode ser mto fácil, mas tb pode virar novela!

image

Estou exagerando um pouco no drama… mas no meio do processo eu só me perguntava pq comecei!

É o seguinte… desde que entrei no apartamento, tinha optado por deixar o papel de parede, mas do nada resolvi arrancar… e vi que não é bem assim que funciona! afinal, o papel não pode sair assim tão fácil né!? Então pesquisei mto sobre como retirar, e depois de alguns testes… encontrei a minha melhor maneira!

image

O papel que tinha aqui era impermeável, então a “primeira camada” dele sai com certa facilidade… é só ir puxando folha por folha devagar.

image

Próximo passo: retirar essa “segunda camada” que é um papel fino bem colado na parede! A dica é umedecer todo o papel e retirar aos poucos.

image
Detalhe para ver a diferença entre o papel molhado e o papel seco

Usei um pano molhado… fui passando por toda a folha (passei umas 3 vezes), até que foi possível perceber o papel formando bolhas, saindo quase sozinho da parede (a espátula quase não trabalhou)! Momentos de alegria quando a primeira e segunda folha saíram de forma quase banal…

image

Eis que a terceira folha estava ultra colada… passei pano enxarcado umas 5 vezes e nada do bendito levantar! Tive a ideia de pegar um spray pra borrifar água no papel… e só depois de quase causar uma infiltração na parede, consegui retirar o papel… mas o papel não soltou por inteiro, deram mtas falhas e tive que ter mta paciência pra ir corrigindo com a espátula.

image

Aconteceu o mesmo em boa parte da quarta folha…=(

Na última folha, pra eu não ficar traumatizada e o índice não ficar tão ruim… deu td certo novamente! Ou seja, se quiser tirar seu papel de parede, vá sabendo que problemas do tipo podem ocorrer!!!

image
Percebam a parede enxarcada!rsrs

Depois de retirar todo o papel e a parede secar, é só dar uma leve lixada para acabar de vez com as poucas colas que restaram… e a parede já estará pronta para uma “roupa” nova!

image

Ainda não decidi o que fazer com minha “nova” parede! …aguardem as cenas dos próximos capítulos!rsrs…

Parede de Quadro Negro: um caso de amor!

Sempre fui louca com parede de quadro negro… vi uma decoração de uma casa assim há anos e desde então ela não saiu da minha cabeça! Antes eu morava de aluguel e fazer uma parede assim na casa dos outros dá um certo medo… para a maioria das pessoas, uma parede assim está no grau 9 (Numa escala de 10) de ousadia em paredes!rsrs…

Pois então, apartamento comprado e o primeiro pensamento foi… onde eu posso fazer minha parede de quadro negro?? Já tinha aceitado pintar td de branco, então do meu quadro negro eu não abria mão!! Na cozinha não rolou, não tinha parede sobrando… acabei encontrando na sala o lugar ideal. Entre a cozinha e a varanda, nem grande nem pequeno… e bem visível mesmo!

image

A reação das pessoas ao ver minha parede é bem engraçada… eu sou a subsíndica do prédio, então vira e mexe alguém bate aqui em casa. Eu abro a porta e as pessoas mal conseguem me olhar… já batem o olho na parede e sempre comentam! Já me perguntaram se fiz a parede pros meus filhos (que nem tenho), se sou artista plástica ou coisa do tipo… e no fim, quase todo mundo chega a mesma conclusão… legal, é diferente né!? rsrsrs… adoro!

image

Eu não tenho o passo a passo da parede porque fiz antes de me mudar… deu um pouco de trabalho, mas acho que foi por frescura minha. O pintor deixou minha parede por último, então ele fez, entregou as chaves e tchau! Acontece que depois de seca, apareceram algumas marcas do rolo na parede, e isso me incomodou mto. Pedi meu pai pra passar mais uma demão da tinta pra eliminar as marcas. Ele passou, e depois que secou… piorou!! Em um ato de revolta, comprei lixa e lixei a parede toda, até ficar bem clarinho… pra pintar td d novo! Meu pai veio e pintou com o maior cuidado do mundo (compramos um rolo top que faz toda a diferença)… e no fim das contas, ainda apareceram levíssimas marcas depois de seca! Resolvi abstrair, comecei a escrever na parede e as marcas sumiram… acho que o pó do giz disfarçou tudo, e tenho quase certeza que teriam sumido com as primeiras manchas também!

Inspirações pra fazer sua parede não faltam, é só pesquisar! Estas próximas imagens foram retiradas do Google. Olhem só que ideias legais. Na cozinha…

image

Como parte da decoração ou simplesmente em algum canto pra extravasar a criatividade!

image

Esta ideia é sensacional pra quem acha que é muita ousadia pintar tudo. É só criar um bloco de quadros, muito simples de fazer. Encape molduras inutilizadas, tampas de caixa de sapato ou papelão com papel contact preto fosco e pendure!

image

Uma outra maneira legal e muito simples de ter o seu quadro, é encapando as portas dos armários da cozinha com papel contact preto fosco.

image

Aconselho demais uma parede assim! Adoro ficar horas desenhando na parede, pra no fim dar pulinhos de alegria pq ficou linda… sim, eu sou modesta!

OBS:

– Para pintar usei o esmalte sintético Coralit Verde Escolar Fosco da marca Coral.

Fontes: Studio Noble Savage,  Sanduíche de Algodão, Decoração.

– Algumas dessas fotos foram retiradas da internet, portanto não foi possível dar o devido crédito a cada uma delas. Caso encontre uma foto de sua autoria ou considere seu uso impróprio, favor entrar em contato no email: malu_flertes@yahoo.com.br

 

Enfeitando com MDF

Adoro colocar um verde na decoração, sempre que posso, coloco um vasinho com planta aqui ou alí… mas acontece que a pessoa aqui não leva mto jeito pro cultivo de plantinhas… então me jogo nas plantas artificiais, que cumprem mto bem o papel de alegrar o ambiente! Estes cachepôs dão um charme e ficam discretos num cantinho… mas nunca passam despercebidos! É uma ideia simples, barata e que faz a diferença no visual!

image

A técnica usada para cobrir esses cachepôs é a mesma que usei para fazer estas letras (que mostrei aqui) e a palavra LOVE, também de MDF.

image

Vou mostrar como se faz o cachepô, aí é só você adaptar pra outros formatos que quiser. Você vai precisar:

image
1- Papel de Scrapbook . 2- Cola Branca . 3- Pincel . 4- Tesoura . 5- Lixa . 6- Estilete . 7- Tinta . 8- Cachepô em MDF

Pinte as bordas e o interior do cachepô (nem precisa lixar o MDF, vai ficar tudo tampado mesmo…).

image

Desenhe os moldes do cachepô no papel de scrap, corte um pouco além da demarcação em uma das laterais. Recorte os moldes. Passe a cola branca nos lados opostos do cachepô e em seguida fixe o molde (é bom ir passando o dedo ajudando a colar tudo direito… com delicadeza!). Corte as beiradas com o estilete.

image

Depois de tudo colado, passe a lixa em todas as quinas para dar acabamento no papel e MDF.

image

Pronto… agora é só escolher uma plantinha pra finalizar!

image

 

Tecido na Parede!

Sou daquelas que fica triste quando vê mta parede branca… acho que é trauma de quem morou muito tempo em apartamento alugado (nunca pode fazer nada nas paredes). Quando compramos nosso apartamento, o marido logo mandou pintar tudo… de branco! Fiquei contrariada, mas fui convencida de que era mais prático e blá blá blá… Logo que mudei pro apartamento, comecei a ficar inquieta, sempre quis testar um tanto de técnicas de DIY, era a minha chance!!… por fim, tive que me conter e respirar fundo pra não ter uma parede de cada cor.

image

Comecei arriscando pelo corredor, inicialmente pensei em colocar papel de parede, mas por ser um espaço pequeno, era perfeito pra testar a técnica de tecido como papel de parede… sem contar que é muito (MUITO) mais barato, e eu ainda me divirto fazendo! Fico num orgulho danado quando conto que eu que fiz!rsrs…

Não tenho foto do passo a passo, mas tenho certeza que com a explicação detalhada é possível fazer!

Além do tecido, você vai precisar:

1- Cola Branca . 2- Pincel . 3- Estilete . 4- Tesoura
1- Cola Branca . 2- Pincel . 3- Estilete . 4- Tesoura

Recorte o tecido de forma que fiquem sobras na parede em que vai ser colado. Dilua a cola com um pouco de água (mais ou menos ¼ de água). Com o pincel, passe a cola na parede toda (por isso é bom ser um espaço pequeno, não dá tempo de secar), se tiver ajuda nessa hora é bom, mas tb dá pra fazer sozinho. Respire fundo e comece a colar o tecido de cima pra baixo. Depois de colado, passe a cola por cima do tecido para impermeabilizar (pode passar sem dó, tem que molhar tudo com a cola). Espere secar e passe mais uma vez a cola. Depois de completamente seco (pelo menos 1 dia), corte as beiradas com estilete (com cuidado para não sair do traçado) e passe mais cola nas beiradas para finalizar o acabamento.

image

Podem surgir algumas bolhas nesse processo. Se ainda estiver colando, é só retirar o tecido e colar novamente, pois a cola ainda estará molhada. Se já tiver acabado, tente ir “espalhando” as bolhas com a mão ou com ajuda de um pano limpo, muitas acabam sumindo. Agora se depois de tudo sequinho, aparecer uma bolha… coloque cola em uma seringa, injete na bolha e passe a mão até sumir.

A maior dificuldade é não deixar o tecido torto, se reparar meu desenho ficou um pouco torto, mas resolvi abstrair e curtir a parede mesmo assim!

DSC04335

Ah… aconselho não usar tecido com elastano, tecidos muito finos e com cores muito claras, pois dificultam muito o processo e tem grandes chances de dar errado!

Pra finalizar coloquei um conjunto de espelho e aparador que eram de uma tia avó, uns enfeites… e o corredor se encheu de vida! …do jeito que eu gosto!

image

O tal banquinho…

Antesedepois

Era uma vez um banquinho que estava abandonado no setor de lixo descartáveis do prédio e um marido com visão bateu o pé para resgatá-lo e levá-lo pra casa… a resistência inicial aconteceu porque o marido sempre inventa moda, mas quem tem que executar é a esposa (no caso eu!)… eis que o banquinho, depois de uma longa espera por inspiração, recebeu roupa nova e agora vive feliz pela sala de casa!

Mais uma vez, a alma de tudo é a cola! No caso, usei cola quente pra colar o espaguete, e cola branca pra colar o tecido e enfeite do assento.

Há um tempo atrás compramos esse “espaguete” amarelo na tentativa de fazer umas cadeiras retrós (aquelas de casa de vó), não deu certo e ele ficou aqui em casa aguardando uma oportunidade. O banquinho estava bem “judiado”, então ou eu ia ter que lixar por mil horas ou usar algum material que cobrisse as imperfeições.

O passo a passo requer paciência mas é mto simples. Vá passando a cola quente aos poucos e colando e enrolando o espaguete pelas pernas do banco.

securedownload

Depois escolha um tecido e corte em um tamanho maior que o banco. Passe a cola branca em todo o assento (inclusive nas laterais) e vá fixando o tecido com cuidado para não ficar enrugado. Antes de colar a parte de baixo, amarrei o tecido e esperei secar bem em cima. Por fim, passe a cola na parte de baixo e corte as sobras do tecido. Se quiser, coloque alguns enfeites ao redor do banco para dar mais charme.

securedownload (3)

Reaproveitar é bom demais, os objetos ganham “personalidade”, o gasto é mínimo e o prazer de transformar algo perdido em algo lindo é mto bom!

Almofadas sem costura

Apesar de ter uma máquina de costura (me esperando ter tempo e paciência pra aprender a costurar), adoro usar cola para fazer trabalhos em tecidos.

Há um tempo comprei uns tecidos que seriam minhas futuras almofadas, a intenção era costurar, afinal de contas é só um quadrado e isso eu consigo fazer na maquina. Mas só de pensar em pegar a máquina, passar linha e arrumar toda a parafernalha… preguiiiiça, vai com cola mesmo!

Você vai precisar:

1- Tecido . 2- Enchimento . 3- Cola Branca Extra . 4- Tesoura . 5- Grampos e/ou Tic Tac's
1- Tecido . 2- Enchimento . 3- Cola Branca Extra . 4- Tesoura . 5- Grampos e/ou Tic Tac’s

Corte o molde da almofada (no tamanho que você quer) com aproximadamente 2 cm de folga nas laterais.

DSC04103

Com o tecido pelo avesso (direito encontrando com o direito), passe a cola em 3 extremidades.

DSC04104

Depois de seca, vire a capa da almofada, ficará como um saquinho.  Coloque a quantidade de enchimento que desejar, deixando uma folga na beira, suficiente para fechar a almofada.

img

Passe a cola no lado de fora da almofada e dobre para dentro.

col

Prenda com grampos e aguarde secar.

DSC04110

Pronto!…almofadas lindas, práticas, muito mais baratas e do jeito que você quer!

DSC04116